Cooperativismo ganha Frente Parlamentar na AL-PB



As cooperativas agora estão oficialmente representadas na Assembleia Legislativa da Paraíba. Foi instalada, nesta quarta-feira (19), a Frente Parlamentar em Defesa do Cooperativismo (Frencoop-PB). Dirigentes do Sistema OCB/PB e de cooperativas agropecuárias, de transportes, trabalho, saúde, educação e crédito de toda a Paraíba prestigiaram a solenidade de lançamento no Plenário José Mariz.

O evento foi coordenado pelo deputado estadual Lindolfo Pires, presidente da Frencoop-PB. “O objetivo da Frente é, primeiramente, estimular um segmento que na Paraíba gera emprego e renda nos mais diversos ramos. A outra questão é dar visibilidade a este trabalho que é feito por mais de 60 mil cooperados em cidades de todas as regiões da Paraíba e mostrar a potencialidade do cooperativismo. Vamos buscar nos integrar à Frencoop a nível nacional, como forma de fazer um trabalho unificado”, afirmou o deputado.

Para o presidente do Sistema OCB/PB, André Pacelli, a criação da Frencoop representa um marco para o cooperativismo paraibano. “Essa Frente é suprapartidária, plural e tem o propósito de desenvolver a atividade econômica por meio do cooperativismo. Nós sabemos que onde o cooperativismo se desenvolveu há menor vulnerabilidade social, uma melhor distribuição de renda e um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) muito mais forte. A gente precisa alavancar a nossa economia e o cooperativismo é uma ferramenta importante de inserção social e econômica”, declarou.

Representando a OCB Nacional, a gerente de Relações Institucionais Fabíola Nader falou sobre o objetivo da Frencoop e o trabalho desenvolvido no âmbito do Congresso Nacional “O papel desta Frente é ser a porta de entrada, a voz do cooperativismo no Poder Legislativo. Ou seja, conseguir votar pelas demandas das cooperativas nas legislações e nas políticas públicas que são criadas dentro desse órgão”, destacou.

“A gente faz isso em Brasília, com a Frencoop Nacional, que conta com 265 deputados federais e 38 senadores da República. Eles são a nossa voz no Congresso para defender as nossas pautas e a gente conseguir realmente ter normativos que respeitem e entendam o modelo cooperativista. E, com certeza, vai ser assim que os parlamentares vão atuar aqui também. Independentemente de partido, o que importa é o cooperativismo”, acrescentou Fabíola Nader.

Também compuseram a mesa do evento: o ex-secretário de Agricultura do estado, Rômulo Montenegro; o superintendente do Senar Paraíba, Sérgio Martins; o presidente da Unimed João Pessoa, Demóstenes Cunha Lima; e o presidente da Cooperlegis, Nelson Araújo.

 

Frencoop anima cooperativistas

Entre dirigentes, cooperados e colaboradores de cooperativas de várias regiões do estado estava o diretor da Cooperativa da Agricultura Familiar de Bananeiras (Coopafab), Júlio Matias. Ele acredita a Frencoop vai trazer mais representatividade para o cooperativismo. “Que bom que a gente vai poder ter uma porta aberta agora na Assembleia. Agora nós vamos ter possibilidade de debater e buscar a aprovação de projetos que possam contribuir para o crescimento das cooperativas”, comentou.

O presidente do Sicoob Coopercret, Hermes Moreno, parabenizou o deputado Lindolfo Pires e o presidente do Sistema OCB/PB, André Pacelli, pela articulação política que resultou na criação Frente. “Hoje é uma manhã de muita alegria e de muita importância para nós que fazemos o cooperativismo na Paraíba. A criação da Frencoop marca o entendimento daqueles que são os representantes do povo, que podem normatizar os assuntos referentes às cooperativas em prol do crescimento do setor em todos os ramos. O nosso papel agora dar subsídios para que normas sejam criadas e aprovadas, como também acompanhar o trabalho dos parlamentares”, disse.

O presidente da Unimed João Pessoa, Demóstenes Cunha Lima, que é também vice-presidente do Sistema OCB/PB, também elogiou a iniciativa. “Há muito, nós sentíamos necessidade de ter um veículo canalizador das aspirações do cooperativismo junto a Assembleia. Esse momento é de grande importante e significa um marco para as cooperativas da Paraíba. O papel é do Sistema é trazer a informação e auxiliar as cooperativas através de veicular suas demandas junto ao poder público”, disse.  

 

Objetivos da Frencoop

A proposta da Frente é estabelecer uma rede de diálogo com as cooperativas existentes na Paraíba, fortalecendo o setor. A Frente Parlamentar do Cooperativismo estruturará suas atividades para propor audiências públicas, debates, apresentação de ações legislativas, visitas às cooperativas, além de trabalhar pela desburocratização e fortalecimento de setores que estejam em crescimento.

De acordo com o deputado Lindolfo Pires, a Frente Parlamentar do Cooperativismo deve atuar em sintonia com o Sistema OCB/PB, focando seus trabalhos nos segmentos de saúde, educação, transportes, agricultura e agronegócio, produção, dentre outros ramos.

Além de Lindolfo Pires, a Frencoop tem como signatários os seguintes deputados: Manoel Ludgério, João Henrique, Pollyanna Dutra, Edmilson Soares, Felipe Leitão, Wilson Filho, Inácio Falcão, Chió, Taciano Diniz, Moacir Rodrigues e Anderson Monteiro.


Comentários

Comentar

3397
Fale com o Sistema OCB/PB