Em dia histórico para cooperativas paraibanas, ministra anuncia programa federal para o setor



“Um momento histórico para o cooperativismo da Paraíba”. É assim que o presidente do Sistema OCB/SESCOOP-PB, André Pacelli, resume o encontro da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, com cooperativistas paraibanos, neste domingo (17). Em visitas a duas cooperativas da cidade de Cabaceiras, a ministra anunciou o programa Mais Cooperativismo, que será realizado em parceria com a OCB, e garantiu a manutenção de programas de compras públicas de alimentos.

A ministra visitou a Cooperativa dos Curtidores e Artesãos em Couro (Arteza) e a Cooperativa dos Caprinobovinocultures de Cabaceiras e Região (Capribov). Segundo ela, a experiência do cooperativismo na cidade é um case de sucesso. “Isto aqui é um exemplo do que nós precisamos implantar em grande escala no semiárido. Primeiro, pelo cooperativismo que existe aqui. É uma associação de interesses da comunidade, que passam pela prefeitura, pelo Sistema S, pelo governo estadual, e a vontade da população que resolveu se reunir em associativismo para fazer acontecer”, afirmou.

“O cooperativismo é fundamental. Eu tenho conversado muito com a OCB, com o presidente Márcio [Lopes]. Eu estive lá no Paraná, falando com as cooperativas. Eu acho que essas grandes cooperativas brasileiras, que tem sucesso absoluto no Sul e Sudeste, podem adotar pequenas cooperativas aqui e fazer com que elas também cresçam. Nós vamos fazer um sistema que chama Mais Cooperativismo, dentro do Ministério da Agricultura, em conjunto com a OCB”, revelou.

OCEs se preparam para o novo programa

O presidente do Sistema OCB/PB, André Pacelli, afirma que o setor recebeu com satisfação a notícia da criação do novo programa federal voltado para o cooperativismo. “O programa vai fomentar o cooperativismo no país e incrementar a parceria com a OCB e nós do Sistema precisamos estar preparados para receber esta demanda. Por isto, os presidentes das OCEs do Nordeste já agendamos uma reunião para o próximo dia 8 para ver, entre outras coisas, como trabalhar estas questões”, contou.

Pacelli explica que a ideia do programa é ajudar a desenvolver as cooperativas por meio da intercooperação. “Isto acontece muito no ramo crédito, onde as maiores cooperativas são co-irmãs, oferecendo suporte e orientação estratégica a cooperativas menores”, comentou.

Acompanhado do superintendente Pedro Albuquerque, o presidente do Sistema OCB/SESCOOP-PB entregou à ministra um documento com propostas para o fortalecimento do cooperativismo. Ele também apresentou à ministra o premiado projeto do Dessalinizador Solar, desenvolvido pela cooperativa Coonap. “Creio que essa expertise poderia ser replicada em pequenas comunidades”, explicou Pacelli.

 

Boa Notícia para a Agricultura Familiar

Segundo o presidente André Pacelli, a ministra assegurou a continuidade dos programas de compras públicas como Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que são importantes para as cooperativas da agricultura familiar. “Ela afirmou de forma muito clara que os programas estão mantidos. Não haverá interrupção”, frisou.

Também presentes na comitiva ministerial, o secretário nacional da Agricultura Familiar e Cooperativismo, Fernando Schwanke, dialogou com dirigentes de cooperativas de laticínios, avicultura e fruticultura.

 

Retomada da cultura algodoeira

Pacelli também ressaltou a interlocução com o presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, que falou sobre a retomada da produção algodoeira, que já foi a principal cultura agrícola da Paraíba. “Ele tem uma relação muito forte com a Paraíba, pois já atuou na Embrapa Algodão, em Campina Grande, falou que já há técnicas e espécies resistentes às pragas e que o setor só precisa organizar a produção. A Embrapa Caprinos também pretende abrir um escritório também em Campina com o propósito de estimular a cadeia da caprinovinocultura. Produção já é estruturada, organizada, mas é preciso agregar valor a essa produção para que ela chegue ao mercado privado”.

 

Simplificação do SIE

Outra boa notícia foi dada pelo Secretário Estadual da Agricultura, Efraim Morais. Segundo ele, o governo estadual vai encaminhar para a Assembleia Legislativa um projeto de lei para simplificar o processo de emissão de SIE (Selo de Inspeção Estadual) para os produtos derivados do leite.

 


Comentários

Comentar

4201
Fale com o Sistema OCB/PB