Cooperativa apresenta modelo que facilita acesso à energia solar



Fundada em novembro de 2018, a Cooperativa de Energia Solar (COOPSOLAR) chegou ao mercado com a proposta de facilitar o acesso à energia solar. Um dos primeiros passos da cooperativa neste sentido é o ciclo de palestras 1º PBSOLAR, voltado para investidores, empresários, profissionais da área e interessados na temática. O evento, que tem a parceria do Sistema OCB/SESCOOP-PB, lotou o auditório do Shopping Sebrae nesta sexta-feira (01/02).

O presidente da COOPSOLAR, Cleber Campos Batista, explicou que um dos objetivos do evento foi divulgar o conceito do novo empreendimento cooperativo, que democratiza o acesso à energia solar. “O primeiro passo é se tornar cooperado. A partir daí, ele vai ter todo o apoio da cooperativa para adquirir créditos a serem compensados na sua conta de energia. É um sistema cooperativo, onde todo mundo é dono do empreendimento, não é uma relação cliente-fornecedor”, comentou. 

O presidente e o superintendente do Sistema OCB/SESCOOP-PB, André Pacelli e Pedro Albuquerque, respectivamente, participaram do evento. “Esta cooperativa foi constituída no final do ano passado, sob a orientação da nossa equipe técnica, e agora traz esse ciclo de palestras sobre este tema palpitante que é a questão da energia solar fotovoltaica. São poucas as cooperativas existentes no país com esta finalidade e nós estamos apoiando este evento, que é importante para o desenvolvimento do setor”, comentou Pedro Albuquerque. Além dos dirigentes do Sistema, a contadora Djane Almeida participa do evento como palestrante sobre o tema "Sistemas Cooperativos".

Palestras

O primeiro palestrante do dia foi Ronaldo Koloszuk, presidente da Associação Brasileira de Energia Solar (ABSOLAR). Ele apresentou um panorama com números da energia solar no Brasil e falou sobre as vantagens de investir na geração deste tipo de energia. Segundo Koloszuk, além de proporcionar redução nas despesas com energia elétrica, os investimentos em energia solar fotovoltaica trazem retorno de 3 a 7 anos, contribuindo para a valorização dos imóveis, além de representar liberdade e independência do mercado monopolizado pelas distribuidoras de energia.                                                            Temas como "Financiamentos de Investimentos", "Tendências da Energia Solar no Nordeste", "Softwares de Projetos Fotovoltaicos" e "Geração Distribuída e Mercado Cativo" estão sendo abordados por outros palestrantes ao longo do dia.


Comentários

Francisco Carlos Rangel Travassos

Francisco Carlos Rangel Travassos   19/02/2019 às 19h21min

Uma conquista impa para todo setor elétrico Brasileiro. Principalmente para o nordeste. Parabéns a todos pela iniciativa. Francisco Carlos Rangel Travassos( trabalhei 30 anos na transmissão e distribuição de Energia Elétricas,)

Comentar

4366
Fale com o Sistema OCB/PB